História

A 1000 anos atrás, a War of the Magi quase destruiu o mundo todo, e fez a magia desaparecer.

 

 A partir daí o homem, aos poucos, o reconstruiu, utilizando apenas a ciência.
Hoje, a War of the Magi é apenas uma memória distante. E, com a ausência da magia, a tecnologia avança com uma velocidade incrível.

 

 Mas, como prova a história, quando a tecnologia se torna sinônimo de poder, aparecerão aqueles que a tomarão para si, visando ganhos pessoais.
Neste caso o Império, que utilizou este poder para criar as maquinas que guerra mais fortes já vistas  (as Magitek Armors).

 

E enquanto estas máquinas sozinhas poderiam controlar o mundo, os principais líderes do Império, sempre em busca de mais poder, ficam apenas imaginando o quão grande seus poderes seriam se eles fossem capazes de controlar as místicas energias da magia.


No meio desta situação, aqueles que tentam impedir o Império de alcançar seus objetivos lutam quase sem esperanças contra um exército aparentemente invencível.

 

Mas as coisas parecem mudar quando o caçador de tesouros Locke (membro dos Returners, uma organização anti-Império) jovem chamada Terra, que, não se sabe como, é capaz de utilizar o esquecido poder da magia.


Mas a já terrível situação piora ainda mais quando Kefka,  o lunático general do Império, resolve pôr em prática seu próprio plano, que não é apenas a dominação global, mas algo ainda pior...


Mas a história de Final Fantasy VI vai muito além do que foi dito acima, mostrando o drama pessoal de cada um dos personagens, as dificuldades que estes tem que superar para ir em frente, continuar vivendo... sempre... pelo mais importante de tudo... aquilo que Kefka não consegue entender... o amor.